terça-feira, 29 de março de 2011




"O que é preciso é não ir demais contra a onda. A gente faz como quando toma banho de mar: procura subir e descer com a onda. Isso é uma forma de lutar: esperar, ter paciência, perdoar, amar os outros. E cada dia aperfeiçoar o dia. Tudo isso está parecendo idiota... Mas até que não é."

(Carta de Clarice Lispector para Elisa e Tânia Lispector]

9 comentários:

  1. Muito legal, Clarice conseguia mostrar seus pensamentos sábios associando com as coisas simples da vida.
    Grande abraço e sucesso!

    ResponderExcluir
  2. Adorei... Adoro Clarice. A sutleza é desconcertante.

    ResponderExcluir
  3. maravilha ter te achado nessa maré de linkagens!!!!


    beijos seguindo-te!

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde, querida amiga Flávia.

    É mesmo... Como dizem, o chamado "jogo de cintura", para manter o equilíbrio.

    Um grande abraço.

    Muito obrigada pela honra da sua visita, e pelo comentário gentil.

    Tenha uma linda noite, cheia de paz e amor.

    ResponderExcluir
  5. Ola Flávia Diniz, estava andando em alguns blogs e encontrei o seu! Gostei muito, e estou seguindo! Quando puder, dá um pulinho la no meu! Ah, e se puder me seguir, ficarei muito agradecido!
    beijo

    ResponderExcluir
  6. É assim com os problemas da vida.. não ir demais contra ele.. :D

    ResponderExcluir
  7. tem selinho pra ti lá no meu blog **

    ResponderExcluir
  8. Sempre tão significativo...Adoro tudo de Clarice!
    Bjos pra ti Flavia.

    ResponderExcluir